26 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

23 de Outubro de 2021, 08h:00 - A | A

VARIEDADES / SAÚDE E BEM ESTAR

Tem muitos pesadelos? Saiba como a alimentação interfere nos sonhos

Os alimentos da última refeição do dia interferem diretamente na qualidade do sono, e podem fazer as pessoas sonharem mais

METRÓPOLES




Nem todas as pessoas dormem da mesma maneira: a profundidade do sono e o tipo de sonho são influenciados por diversos denominadores, como estresse, experiências diárias e a alimentação. Os sonhos ocorrem em diferentes fases do sono, mas é no estágio REM – quando o cérebro está mais ativo, com alto consumo de energia – que acontecem os mais vívidos

Por isso, o que consumimos na última refeição do dia tem grande influência na qualidade do sono, podendo nos levar a ter sonhos ou pesadelos.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Uma das principais fontes de energia do corpo humano é o carboidrato. Assim, quando comemos alimentos ricos em açúcar (que se transforma no nutriente), o órgão se torna ainda mais ativo — e aí, a tendência é sonhar mais.

“É como se o açúcar fosse o combustível do cérebro. Se jogarmos uma grande quantidade na última refeição do dia, isso vai interferir no sono e, consequentemente, no sonho”, afirma a nutricionista clínica e funcional Paulina Nunes Heringer.

Por outro lado, quando uma pessoa dorme com fome, com pouco açúcar no organismo, ela tende a ter um sono mais leve.

Uma boa estratégia para ter um sono restaurador, com sonhos tranquilos, é incluir nas refeições noturnas alimentos calmantes. Algumas dicas são:

Tomar uma xícara de chá de camomila, uma erva calmante indicada para a higiene do sono;
Inserir uma colher de aveia no lanche, já que o alimento é fonte natural de melatonina, o hormônio que ajuda a controlar o ciclo do sono;
Consumir folhas verdes-escuras, pois elas possuem grande quantidade de cálcio, importante para a produção dos hormônios do sono;
Consumir ovo, que é uma boa fonte de triptofano, um regulador do sono responsável por aliviar os sintomas de insônia.
A nutricionista recomenda ainda que, antes de dormir, se evite consumir alimentos com excesso de gordura, bebidas estimulantes (café, chá preto e chá mate), frituras, embutidos e bebidas alcoólicas, que deixam o cérebro mais agitado e dificultam o sono REM

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao