13 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

13 de Julho de 2022, 09h:55 - A | A

REPÓRTERMT / CRUELDADE

Mulher é presa em flagrante por deixar cadela sem comida e água

Animal foi socorrido em estado grave e levado até uma clínica veterinária da cidade.

JOÃO AGUIAR
REPÓRTER MT



Uma mulher de 22 anos foi presa em flagrante na tarde dessa terça-feira (12) ao deixar a sua cadela, com leishmaniose, sem comida e sem água, em Vila Rica (a 1.259 km de Cuiabá). Animal foi socorrido em estado grave.

De acordo com a Polícia Civil, os investigadores receberam uma denúncia de que uma cadela estava sendo vítima maus-tratos e foi até a quitinete indicada para checar a informação.

No local, a mulher alegou que o animal estava com leishmaniose.

Os policiais perceberam que as vasilhas de água e ração da cadela estavam vazias. Ao colocarem um pouco de comida, o animal comeu de forma rápida, demonstrando que estava faminto.

Diante disso, a mulher recebeu voz de prisão e foi encaminhada à Delegacia de Vila Rica para os procedimentos de flagrante.

A Polícia Civil resgatou o animal e levou até um veterinário, que informou ao delegado Diogo Jobane que o estado de saúde da cadela é grave e que ela está com leishmaniose.

O crime de maus-tratos a animais está previsto na lei 9.605. Em 2020, a lei 14.064 aumentou a pena a quem como abusar, maltratar, ferir ou mutilar cães e gatos, para 2 a 5 anos de reclusão, multa e proibição da guarda. Caso o crime resulte na morte do animal, a pena pode ser aumentada em até 1/3.

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao