13 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

10 de Junho de 2022, 07h:05 - A | A

POLÍCIA / CPFS CANCELADOS

Traficantes que abasteciam a Capital com armas e drogas são mortos a tiros em confronto com a Rotam

Ocorrência foi registrada no início da noite dessa quinta-feira (09) nas proximidades do trevo de acesso à Vila Galvão, na GO-352, em Senador Canedo.

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5



Traficantes membros de facção criminosa do Rio de Janeiro, nomes não divulgados, morreram em confronto com equipe da Rondas Ostensivas Tático Metropolitana (Rotam) na noite dessa quinta-feira (09) na GO-352, em Senador Canedo (região metropolitana da Capital).

De acordo com a ocorrência, a Polícia Militar (PM) recebeu denúncia de que dois criminosos seguiam para a cidade para buscar armas e drogas para abastecer os traficantes da região conhecida como “Quebra Caixote”, Setor Leste Universitário, em Goiânia.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

A Rotam seguiu para região, identificou o carro dos bandidos e deu início à perseguição, com ordem de parada, mas os criminosos não obedeceram.

Já nas proximidades do trevo de acesso à Vila Galvão, em Canedo, os bandidos teriam aberto fogo contra os militares, tentando escapar do cerco e fugir, no entanto, os agentes da Rotam revidaram os tiros e balearam os traficantes.

Um deles morreu no local. O comparsa foi socorrido e encaminhado ao hospital em Senador Canedo, mas não resistiu e teve a morte constatada na unidade de saúde.

Foi verificado que o bandido que morreu no local do confronto, que tinha antecedentes criminais, usava tornozeleira de monitoramento eletrônico, atuava no recrutamento de jovens, principalmente àqueles ligados a torcidas organizadas, para se tornarem membros da facção.

É investigada ainda que o bandido morto tinha ligação com integrantes da torcida organizada do Goiás Esporte Clube.

Foi acionada a Delegacia de Polícia Civil e Polícia Técnico-Científica (PTC), responsáveis pelos procedimentos de perícia no local.

As investigações continuam para a identificação de outros criminosos ligados a esses bandidos e à facção, especificamente os que repassariam as drogas e armas, para prisão e apreensão desse material.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao