19 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

30 de Maio de 2022, 15h:50 - A | A

POLÍCIA / APÓS PALESTRAS

Estudantes de 10 anos denunciam professor por “estupro” durante aulas

Ocorrência foi registrada na última quinta-feira (26), quando as alunas de uma escola municipal criaram coragem de relatar os fatos após palestras sobre abuso sexual

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5



 Três estudantes, na faixa-etária de 10 anos, denunciaram, na última quinta-feira (26), um professor, da Rede Municipal de Ensino de Caldazinha (33 km da Capital), por abusos sexuais com relatos de “tapas no bumbum” e “toques nos seios e pernas” durante as aulas dentro da escola.

As vítimas relataram os fatos aos pais e direção da escola após assistirem palestras que abordavam o assunto e explicava o que caracteriza os abusos.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Após relato às famílias, o Conselho Tutelar foi acionado e o órgão se direcionou à escola, onde foi comunicado pela direção que horas antes as meninas já haviam relatado os fatos à coordenação e o professor foi afastado do cargo imediatamente.

Em seguida, conselheiros junto das famílias seguiram à Delegacia de Polícia Civil e denunciaram o caso e registraram Boletim de Ocorrência (B.O).

Ainda segundo o Conselho, as estudantes devem ser ouvidas por psicólogas nesta semana.

Leia mais

Criança desenha “homem” saindo do quarto da esposa e indo ao seu para estuprar

Zelador estupra crianças de 11 anos dentro de escola, é denunciado e confessa crime

Assessor do Governo Caiado pede sexo e mostra pênis para jovem cadeirante

Filha “descobre” que sofreu abuso sexual e denuncia servidor da prefeitura

Pai obriga filhos adolescentes assistirem filmes pornôs e estupra

Mãe de uma das vítimas relatou que filha contou sobre o que viveu dias após uma palestra sobre o assunto na escola, quando entendeu a seriedade do caso e criou coragem. Ressaltou que não contou antes por medo de ser tirada da escola.

"Depois dessa palestra, as crianças começaram a conversar entre si na escola. Minha filha começou a dizer que um professor abraçou e pegou no bumbum dela. Ela disse que isso já tinha uns dois meses, mas que não me falou por medo de eu tirá-la da escola", contou a mulher, que não quer ter a identidade divulgada.

Caso segue em investigação e pode ser enquadrado como crime de “estupro de vulnerável”, já que as vítimas são menores de 14 anos.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao