14 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

05 de Julho de 2022, 07h:16 - A | A

POLÍCIA / EM APARECIDA; OUÇA

Criança grava áudio e pede socorro: “vai matar minha mãe. Eu estou com medo”

Ocorrência foi registrada no início da manhã dessa segunda-feira (04), quando o pai da menina chegou bêbado, drogado e armado em casa no bairro Jardim Bonança, em Aparecida.

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5



Homem, nome não divulgado, chegou em casa, no bairro Jardim Bonança, em Aparecida de Goiânia (região metropolitana da Capital), “fora de controle” e armado no início da manhã dessa segunda-feira (04), após virar a noite bebendo e usando drogas, bateu carro no portão de casa e teria começado uma discussão com a esposa, supostamente, fazendo ameaças de morte e mantendo a mulher e os filhos, 10 e 4 anos, em cárcere privado.

A filha mais velha do casal chegou a gravar um áudio e mandar para familiares falando o que estava acontecendo e pedindo socorro. No fundo da gravação os policias conseguiram identificar falas atribuídas ao acusado fazendo ameaças à mulher.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

“Vai matar minha mãe... Eu estou com medo”, disse a criança na mensagem de áudio. Ao fundo: “Vou arrebentar a porta do quarto, viu. Vontade de explodir sua cabeça”, disse o homem. Também é possível ouvir a voz da mulher pedindo para que o homem parasse. “Para com isso, os meninos estão aqui”, disse a mulher.

A Polícia Militar (PM) foi acionada por vizinhos que teriam alegado ter ouvido pedidos de socorro vindos da casa, além da batida do carro no portão.

No endereço, foram necessários cerca de 30 policiais e cerca de 3 horas de negociação para que o acusado liberasse a família e se entregasse.

No entanto, ainda durante a operação, em dado momento, o homem chegou a atirar contra uma parede.

Após a prisão, a esposa do acusado, apesar de todas as evidências, negou ter sido ameaçada e mantida em cárcere privado e ainda tentou avisar aos militares que o marido estava em “surto” devido às bebidas, drogas e que poderia fazer uma “besteira”.

O advogado da família afirma que o cliente entrou em “surto psicótico de perseguição falando que seria morto” causado pelo uso de drogas que desencadeou o fato.

Apesar do depoimento da mulher e das alegações do advogado, o delegado responsável pelo caso, Dakir Specht, enquadrou o homem nos crimes de cárcere privado, desobediência e disparo de arma de fogo, pois, levou em consideração o áudio gravado pela filha do casal, o depoimento dos militares, relatando as três horas de negociação para soltar a família e se entregar, além da denúncia dos vizinhos.

O acusado prestou depoimento na Delegacia Central de Flagrantes e foi mantido preso à disposição da Justiça.

"O relato dos policiais militares acabou sendo corroborado por arquivos de áudio possivelmente feitos pela filha do casal e por imagens e vídeos que comprovam que ela realmente estava sendo mantida em cárcere privado", disse o delegado.

Nota da defesa do suspeito na íntegra:

"A defesa técnica vem tornar pública a presente nota, considerando os inúmeros contatos que recebemos em nossos meios oficiais de comunicação nas últimas horas, a fim de esclarecer, a quem possa interessar. Incialmente, elucidamos que o mesmo possui problemas psiquiátricos devido ao uso contínuo de drogas e entorpecentes, e na manhã dessa segunda-feira teve um surto de perseguição ocasionado pelo consumo ininterrupto de bebidas alcoólicas e de cocaína desde a tarde de ontem.

Desta forma, ao chegar em sua residência por volta das seis horas desta manhã, bateu o carro no portão quando adentrava em sua residência. Totalmente desorientado discutiu com sua esposa, que conseguiu controlar a situação. Com o barulho da batida do veículo no portão, os vizinhos assustados, acionaram a Polícia Militar. Quando a Polícia Militar chegou à residência, o mesmo iniciou outro surto psicótico, imaginando que seria morto, e após, entrou para dentro do seu quarto.

Sua esposa intercedeu a todo momento entrando em sua frente e intermediando junto aos policiais, informando que o mesmo estava fora de si e poderia cometer uma besteira contra sua própria vida. Neste momento o suspeito atirou em uma parede e os polícias perceberam que o mesmo não estava em sã consciência. A família informa que tem buscado por clínicas de reabilitação para interná-lo, em virtude do excesso de consumo de álcool e drogas.

Ao final, parabenizamos toda a equipe da Polícia Militar, que permitiu a participação desse causídico nas negociações, em especial as tropas especializadas, principalmente na pessoa do Comandante e do Negociador, que estavam presentes no local em prol a vida dele, tendo em vista que perceberam que o mesmo encontrava-se em surto psicótico, com sintomas de síndrome de perseguição, tendo logrado êxito em preservar a vida de todos os presentes."

Veja imagens e ouça pedido de socorro da criança (divulgação TV Anhanguera).

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao