07 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

27 de Julho de 2022, 09h:30 - A | A

PODERES / ATRÁS NAS PESQUISAS

PT articula com Perillo palanque fora da esquerda para superar Bolsonaro em Goiás

A direção petista tenta construir aliança com partidos de Centro e da Direita, mas essa movimentação tem contrariado os planos traçados pelos comandos estaduais.

REDAÇÃO G5
COM O GLOBO



A campanha do ex-presidente Lula tenta articular junto ao ex-governador Marconi Perillo e outras lideranças do PSDB para construir um palanque foram da esquerda com o objetivo de minar o favoritismo do presidente Jair Bolsonaro (PL) em Goiás e outros dois estados do Centro-Oeste, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

As informações são do jornal O Globo.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Conforme a reportagem, a nove dias do prazo final para a definição de candidaturas, a direção do PT ainda tenta construir palanques fora do campo da esquerda, mas essa movimentação tem contrariado os planos traçados pelos comandos estaduais.

Como o G5News adiantou ontem (VEJA AQUI), em Goiás há esperança de uma aliança em torno do candidato do PSDB, Marconi Perillo. O entorno do deputado federal Rubens Otoni (PT), que é influente no diretório estadual, tem reafirmado, porém, a candidatura própria do professor Wolmir Amado.

No Mato Grosso do Sul, o objetivo é fechar uma aliança com o ex-prefeito de Campo Grande Marquinhos Trad (PSD). Por enquanto, ainda está sendo mantida a pré-candidatura da petista Gisele Marques.

Já em Mato Grosso os petistas conseguiram fechar um acordo com o PP, partido da base de apoio de Bolsonaro. O candidato ao Senado será o deputado federal Neri Geller (PP), da bancada ruralista.

Para o governador, uma das opções é o senador Carlos Fávaro (PSD), também ligado ao agronegócio. Ele, porém, resiste a concorrer. A direção petista local tem defendido a candidatura de Maria Lúcia (PCdoB).

Pesquisa Datafolha de junho mostra Bolsonaro com 40% das intenções de votos no Centro-Oeste, contra 28% da média nacional. A situação dos três estados deve ser discutida hoje em reunião da executiva nacional do PT.

Os partidos têm até o dia 5 de agosto para realizar convenções para homologar suas candidaturas.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao