27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

14 de Setembro de 2021, 08h:07 - A | A

PODERES / NOVO CÓDIGO TRIBUTÁRIO

Prefeitura de Goiânia quer isentar IPTU de imóveis com valor venal de até R$ 100 mil

Projeto tramita na Câmara Municipal de Goiânia e também reduz em 45% imposto cobrado em imóveis com valor venal de até R$ 250 mil

DA REDAÇÃO




A Prefeitura de Goiânia e a Câmara Municipal instalaram nesta segunda-feira (13/9) o Grupo de Trabalho do projeto do Código Tributário. Formado por técnicos da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin), o grupo vai prestar apoio técnico aos vereadores e às comissões durante a tramitação da matéria no Legislativo.

Auditores e servidores da Sefin receberão os vereadores e assessores para discutir e esclarecer eventuais dúvidas referentes à atualização da proposta de Código Tributário. Para tanto, o prefeito Rogério Cruz enviou ofício à Câmara solicitando espaço físico para a equipe tirar as dúvidas dos vereadores. O grupo ficará disponível na casa das 8h às 12h e atenderá remotamente os vereadores em outros horários.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

O prefeito Rogério Cruz foi pessoalmente à Câmara Municipal de Goiânia no último dia 9 de setembro entregar o projeto de lei que moderniza o Código Tributário Municipal (CTM) vigente há 46 anos e que, segundo o chefe do Executivo, já não reflete a realidade da Capital. Na oportunidade, Rogério Cruz afirmou que o código foi bem discutido tanto com a Câmara quanto com a sociedade civil organizada e que o ponto principal do documento é o de promover a justiça fiscal e social.

“Não se pode aceitar que uma casa de R$ 4 milhões, no Residencial Aldeia do Vale, e outra de R$ 250 mil, no Vale dos Sonhos, tenham a mesma alíquota de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)”, argumentou o prefeito, acrescentando que o CTM alcançará a todos, independentemente da classe social.

Um dos marcos do projeto é a redução do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 45% dos imóveis localizados em Goiânia. A proposta também torna permanente o IPTU Social, com isenção de taxa a proprietários de imóveis cujo valor venal chegue até R$ 100 mil.

A primeira fase da tramitação do Projeto de Lei Complementar do Código Tributário Municipal na Câmara também foi definida nesta segunda-feira. A ideia é aprovar o texto em plenário até dia 29 de setembro.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao