30 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

10 de Agosto de 2021, 16h:17 - A | A

PODERES / SÃO SIMÃO

Câmara nega pedido de afastamento de prefeito envolvido em caso de pedofilia

Defesa do gestor municipal justificou problemas de saúde; vereadores rejeitaram de forma unânime o pedido

DA REDAÇÃO




O pedido da defesa para afastamento do prefeito de São Simão, Assis Peixoto (PSDB), foi rejeitado em sessão extraordinária da Câmara Municipal, na tarde desta terça-feira (10). Ele está preso desde o dia 28 de julho por suspeita de enolvimento em crime sexual contra menores de idade.

O advogado Edemundo Dias havia protocolado o pedido sob o argumento de que ele tem problemas de saúde, como hipertensão e aneurisma. A defesa também alegou que ele teria maiores condições para se defender das acusações estando afastado do cargo pelo prazo de 90 dias.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Na sessão extraordinária, o pedido foi rejeitado de forma unânime. Mas, mesmo com o pedido negado, o vice-prefeito, Fábio Capanema (PP), foi convocado à Casa para assumir a gestão municipal. 

Leia mais: Acusado de pedofilia, prefeito tira licença médica para fugir de afastamento 

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao