27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

26 de Outubro de 2021, 08h:42 - A | A

PODERES / UTILIZAVA VÍDEO CHAMADA

Câmara cassa mandato de prefeito denunciado por pedofilia

Decisão foi tomada pela Casa por 9 votos a favor e 2 contra; Francisco de Assis chegou a ser preso, mas conseguiu direito de responder em liberdade

WELLYNGTON SOUZA
DA REDAÇÃO




A Câmara dos Vereadores de São Simão (a 369 km de Goiânia) cassou na segunda-feira (25) o mandato do prefeito Francisco de Assis Peixoto (PSDB). A decisão foi tomada pela Casa de Leis por nove votos favoráveis e dois contrários.

Francisco foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) por importunação sexual, além de tentativa de adquirir e divulgar pornografia envolvendo criança ou adolescente. O Legislativo municipal deve publicar a decisão e o vice, Fábio Capanema (PSDB), que já atua de forma interina no cargo, deve assumir a prefeitura de forma definitiva.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Votaram a favor da cassação: Adriano Pimenta (PTB); Ailton Lopes (PSC); Evaldo Elefante (PTC); Professor Fernando Rogério de Castro (DEM); Ildo Alexandre, o Vilarinho (PSC); Lucas Vasconcelos (PSL); Ludgero Neto (PSL); Raufi Jones (DEM); e Wellington Carvoeiro (MDB). Votaram contra: Fábio Moura, o Kebinha (PTB), e Laerte Nogueira (PP).

LEIA MAIS

Prefeito é preso por mostrar partes íntimas para menores; 6 vítimas denunciam

O político foi preso em 28 de julho, durante deflagração da Operação Paideia, do Ministério Público de Goiás e a Polícia Civil, e o vice assumiu o cargo interinamente em 10 de agosto. No dia 2 de setembro seguinte, a defesa conseguiu que o prefeito pudesse responder em liberdade, respeitando as condições apresentadas pela Justiça.

A denúncia do MP é com relação a duas vítimas, mas como o processo corre em segredo de Justiça, as identidades delas não foram reveladas. Outras cinco pessoas prestaram depoimento, mas os crimes já tinham prescritos e, por isso, o prefeito não pode responder por eles.

Entre as pessoas que o denunciaram está a da mãe de um adolescente de 15 anos, que preferiu não se identificar, e contou que o prefeito fez várias videochamadas, pelo WhatsApp com o filho e, em uma delas, mostrou as partes íntimas.

Outro lado

A defesa do prefeito já havia afirmado, em outras ocasiões, que ele se declara inocente das acusações de crimes sexuais.

LEIA MAIS

Prefeito é denunciado por importunação sexual e divulgação de pornografia infantil

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao