27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

15 de Outubro de 2021, 15h:49 - A | A

PODERES / TROCA DE FARPAS

Caiado rebate críticas e lembra leilão na gestão de Perillo que deixou dívidas em Goiás

Caiado apontou que o leilão da Celg D, em 2016, na gestão de Perillo, foi por R$ 1,1 bilhão. Valor inferior ao que valia, além de deixar uma dívida de R$7 bilhões

WELLYNGTON SOUZA
DA REDAÇÃO




O governador Ronaldo Caiado (DEM) rebateu às críticas do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) pelo leilão da Celg Transmissão S.A (Celg T). Parte da estatal ligada à transmissão de energia foi arrematada por R$ 1,9 bilhão. O tucano classificou como uma ação eminentemente "política e eleitoreira" e que o governo colocou "Goiás à venda".

Por meio do Twitter, Caiado apontou que o leilão da Celg D, em 2016, na gestão de Perillo, foi por R$ 1,1 bilhão. Valor inferior ao que valia, além de deixar uma dívida de R$ 7 bilhões.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

"Com o valor que nós estamos vendendo a Celg T, quase dá para comprar duas vezes o que Estado recebeu com a Celg D na gestão passada. E sem levar um centavo de prejuízo para os cofres públicos", escreveu o democrata.

Caiado ressaltou ainda que recebeu o Estado bloqueado pelo Tesouro Nacional, sem acesso a empréstimos e endividado. No entanto, a realidade atualmente é diferente da gestão passada.

"Se a Celg D tivesse sido bem administrada, isso mudaria os rumos da gestão fiscal e de investimentos que levariam benefícios diretos à população. Essa é a diferença de uma gestão que tem compromisso com todos os goianos e uma gestão que tinha compromisso com projetos pessoais", comentou.

Caiado finalizou que o dinheiro do leilão será para compensar o défict da previdência no Estado. "Estou encaminhando encaminhando à Alego um projeto que retira a cobrança de 14,25%, referente à contribuição previdenciária de todos os aposentados do serviço público do Estado que tenham rendimentos de até R$ 3 mil. Nós precisamos dar respostas imediatas no momento de crise para que nossa gente acredite que a estrutura de Estado está lutando para trazer soluções e benefícios a cada um dos goianos".

LEIA MAIS

Ex-governador critica leilão e diz que Caiado colocou Goiás à venda

Venda da Celg D

A companhia foi vendida em 2016 para a empresa italiana Enel após ser federalizada. A Celg D chegou a ser eleita pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) por dois anos consecutivos, em 2014 e 2015, a pior distribuidora de energia do país.

No início da gestão, Caiado chegou a ameaçar recorrer ao judiciário contra a Enel por supostas ingerências da empresa no Estado. No entanto, o governador mudou o tom com a empresa.

Álbum de fotos

Divulgação

Divulgação

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao