26 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

18 de Agosto de 2021, 10h:15 - A | A

PODERES / ACUSAÇÕES EM GOIÂNIA

Abaixo-assassinado para demissão de secretário tem apoio de apenas três vereadores

Reportagens da Record TV contra vereador, denúncias de ameaças e contratos suspeitos movimentam bastidores da Câmara e da Secretaria de Governo

YAGO SALES
REDAÇÃO




Um requerimento para a demissão do secretário de Governo Arthur Bernardes apresentado pelo vereador Santana Gomes (PRTB) obteve apenas três assinaturas de vereadores. Além do próprio Santana, Mauro Rubem (PT) e Kleybe Morais (MDB) assassinaram. 

O requerimento foi apresentado por Santana após o colega de plenário, Kleybe Morais, ir à tribuna e denunciar ameaças sofridas por ele vindas de Arthur Bernardes. 

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

No documento a que o G5 News teve acesso, o vereador pede a exoneração do secretário porque "há muito, e isso é de conhecimento de Vossa Excelência, que o auxiliar em questão tem sido alvo de suspeitas na condução de contratos mantidos entre o Poder Executivo e prestadores de serviços do Município".

Ainda segundo o documento, para continuar mantendo a condução de contratos, o secretário teria centralizado o "controle de execução e pagamento em sua pasta". Para a reportagem do G5 News, o vereador Santana Gomes disse que apresentou o requerimento e não vai mais se movimentar sobre este assunto. "Vou fazer um jogo mais pausado", disse, ao confirmar que apenas três vereadores, incluindo ele, assinaram o pedido de demissão do secretário. 

Os três vereadores que assinaram o requerimento ainda reclamam que, sobre estas denúncias, o titular da parta tem perseguido quem o cobre respostas. "Ele tenta agredir, perseguir, ameaçar os parlamentares, cuja função precípua é fiscalizar os atos do Poder Executivo". 

A reportagem não conseguiu contato com o secretário Arthur Bernardes. 

Em entrevista à reportagem do G5 News, o vereador Mauro Rubem disse que assinou por que acredita que o secretário esteja desrespeitando as prerrogativas dos vereadores. "É inadmissível que o secretário use um esquema midiático para atacar um vereador. Isso é uma prática miliciana que não pode ser introduzida em Goiânia. É deixar claro que ali na Câmara é lugar de discutir e não e não é pela força, tocaia midiária. Por isso assinei", disse o petista. 

Quando Mauro Rubem se refere à Record TV, emissora do bispo Edir Macedo e ligado ao partido do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), é que o jornalismo da empresa está constantemente divulgando denúncias contra Kleybe Morais. As reportagens denunciam que o vereador é funcionário-fantasma porque acumula e recebe vencimentos de prestação de serviços em uma instituição, mas não aparece por lá. 

A reportagem tentou falar com o vereador Kleybe Morais, mas até o momento não teve retorno. 

 

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao