19 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

29 de Julho de 2022, 12h:55 - A | A

NACIONAL/MUNDO / DOENÇA CONTAGIOSA

Brasil registra a primeira morte por varíola dos macacos

Nesta semana, a cidade de São Paulo confirmou os primeiros casos da doença em crianças

O LIBERAL



O Brasil registrou a primeira morte de paciente com varíola dos macacos. Trata-se de um homem com baixa imunidade, que faleceu nesta quinta-feira (28), em Uberlândia, Minas Gerais. A informação foi confirmada nesta sexta (29), pelo Ministério da Saúde.

Até a última quarta-feira (27), o Brasil tinha 978 casos confirmados de varíola dos macacos, em 15 estados e no Distrito Federal. Porém, o número já é maior, pois não consta nesse balanços os últimos casos registrados, como o do Amazonas, que confirmou o seu primeiro diagnóstico positivo para a doença na quarta.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Além disso, a cidade de São Paulo confirmou, nesta semana, os primeiros casos da doença em crianças.

Transmitida de uma pessoa para outra por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, como roupas de cama, a varíola dos macacos, geralmente, se resolve sozinha (é autolimitada) e os sintomas costumam durar de 2 a 4 semanas. Apesar da possibilidade de ocorrência de casos graves, ela é bem menos letal que a varíola humana, erradicada em 1980.

Nos últimos tempos, a taxa de letalidade da varíola dos macacos foi de cerca de 3% a 6%, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), enquanto para a varíola humana esse percentual chegava a 30%.

Vacinas já existentes contra a varíola humana podem ser usadas para proteger contra a varíola dos macacos, mas ainda não há previsão de chegada do imunizante no Brasil.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao