19 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

02 de Agosto de 2022, 17h:12 - A | A

NACIONAL/MUNDO / CONFRATERNIZAÇÃO VIOLENTA

Bombeiro atira na cabeça de jovem durante briga

Cauã Constantino, está internado em estado grave. Amigos dizem que ele tentava separar uma briga quando foi baleado na cabeça por um vizinho

O DIA



Rio - A Polícia Civil investiga quem foi o autor do disparo que baleou o jovem Cauã Constantino, de 19 anos, na cabeça, durante uma festa em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, na noite de sábado (30). A vítima passou por cirurgia e está internada em estado grave no Hospital Municipal Pedro II, no mesmo bairro. Testemunhas afirmam que quem atirou em Cauã foi um bombeiro civil, vizinho do salão de festa onde acontecia a confraternização.

O homem teria ido ao local, com uma arma em mãos, para acabar com uma briga do lado de fora do estabelecimento. Amigos de Cauã dizem que ele não estava envolvido na briga, mas entrou no meio para acabar com a confusão. Ainda segundo testemunhas, neste momento ele foi atingido com um tiro disparado por este vizinho. Equipes do 27ºBPM (Santa Cruz) foram acionados, mas quando chegaram no local o suspeito já havia fugido.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

O delegado da 36ª DP (Santa Cruz), Fábio Luiz da Silva, responsável pela investigação, informou que ainda está juntando todas as provas e coletando depoimentos de outras testemunhas para, então, prender o autor do disparo. Ele também não confirmou a ocupação do principal suspeito. "As investigações estão adiantadas, mas no momento só posso falar que ainda não intimei o suspeito, pois o objetivo é juntar o maior número de provas e concluir a investigação", disse.

Um amigo próximo de Cauã, identificado como Alan Bruno, afirmou que a vítima não tinha envolvimento com o crime. "Ele não é bandido e nem mexe com coisa errada. Eu conheço ele, sempre que podia ele ajudava a gente lá no morro. É um rapaz decente", afirmou.

Ainda de acordo com Alan Bruno, os médicos inicialmente haviam informado que o jovem teve morte cerebral, mas o diagnóstico foi reavaliado por uma segunda equipe médica, que constatou que Cauã estava vivo. "Ontem os médicos deram o diagnóstico errado de que ele havia morrido, mas ele não morreu, pois graças a Deus a mãe dele não deixou desligarem os aparelhos, ele está entubado lutando pela vida. Eu peço a quem puder estar orando por ele, vamos pedir ao Senhor que tenha misericórdia da vida dele e que sustente a família", escreveu ele em sua rede social.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao