16 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

28 de Junho de 2022, 09h:12 - A | A

GERAL / “FORA DE CONTROLE”

Vídeo mostra homem que executou o sogro a tiros ameaçando matar o enteado de 4 anos

As imagens, entregues à polícia, foram feitas pela jovem Kênnia Yanca, 26 anos, durante uma discussão com o namorado dentro do carro há cerca de 15 dias e mostra Felipe descontrolado

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5



Kênnia Yanca, 26 anos, filha do policial civil aposentado João Rosário Leão, 62 anos, e, até então, namorada de Felipe Gabriel Jardim Gonçalves, que matou o sogro dentro da farmácia da família, entregou vídeo que mostra o “namorado” ameaçando ela, o filho dela, de 4 anos, e toda família durante discussão dentro do carro.

Felipe, que era servidor da Superintendência Municipal de Trânsito e Mobilidade (SMM) e filho de um coronel da Polícia Militar (PM), matou o sogro a tiros dentro do estabelecimento na Avenida T-4, com a T-13, no Setor Bueno, em Goiânia, no fim da manhã desta segunda-feira (27), e desde então é procurado.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

A jovem ainda relatou que vivia um relacionamento abusivo, que por diversas vezes o namorado chegou a colocar a arma na cabeça dela e ficava transtornado toda vez que ela dizia que queria se separar, inclusive, fazendo ameaças de morte a ela, ao enteado e à família toda.

Kênnia chegou a entregar imagens que fez do acusado durante uma discussão dentro do carro, quando ele diz que “pode denunciar”, mas afirma que se “mexessem” com ele, mataria todos.

Em depoimento, a jovem relatou que Felipe ligou para ela duas vezes na manhã do crime.

Na primeira ligação, Felipe teria “comunicado” que estava indo matar João. Após o crime, segunda ligação, o atirador disse à namorada que matou o sogro e estava atrás dela. Ressaltou ainda que há 15 dias, durante uma discussão, o acusado ameaçou matar ela, o filho dela, 4 anos, e toda família.

De acordo com a ocorrência, Felipe ligou para Kênnia e “avisou” que sabia da denúncia contra ele e estava indo à farmácia matar o pai dela.

A jovem, que trabalha na no estabelecimento, mas nessa segunda não foi por estar se sentindo mal, diz que corre, pega o carro e segue para a farmácia para tentar salvar o pai, no entanto, o pneu do carro fura e ela não consegue chegar.

Ainda segundo Kênnia, enquanto recebia ajuda para trocar o pneu do carro, Felipe ligou novamente, disse que tinha matado o sogro e que agora iria atrás dela.

Caso segue em investigação.

Segundo a família, João era um policial civil aposentado há cinco anos e, há três anos, tinha aberto a farmácia em sociedade com o outro genro. No local, trabalhavam as duas filhas, Kênnia Bianka, de 27 anos, que é contadora, está grávida, e que estava junto do pai no momento do crime, e Kênia Yanka, 26, agora, ex-namorada de Felipe.

Leia mais

Policial civil baleado pelo ex-genro morre no hospital; vídeo mostra assassinato

Homem que atirou na cabeça do ex-sogro em farmácia é servidor da prefeitura de Goiânia

Policial civil leva tiro na cabeça dentro de loja na T-4; ex-genro é suspeito

Veja o vídeo divulgado pela TV Anhanguera

 

 

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao