28 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

29 de Setembro de 2021, 13h:00 - A | A

GERAL / BRK AMBIENTAL

Semma investiga empresa por despejar esgoto em córrego; peixes estão morrendo

Fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente de Aparecida coletaram amostras do líquido despejado no rio para análises

DA REDAÇÃO




Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Aparecida de Goiânia (Semma) realizaram na manhã da última terça-feira, 28, uma fiscalização no leito do Córrego Lages, na região Leste do município, em zona rural próximo ao setor Rosa dos Ventos. A equipe de fiscalização chegou até o local por meio de denúncia anônima e constatou crime ambiental, como poluição da água e outras irregularidades.

O leito do córrego está sendo contaminado pelo lançamento de esgoto não tratado da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Lages, administrada pela BRK Ambiental. A empresa é contratada pela estatal Saneago, sendo responsável pelo serviço de esgotamento sanitário.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Durante a fiscalização, fiscais vistoriaram galões com antiespuma vencidos, usados para misturar a água. Foram coletadas duas amostras d'água para análise e diagnóstico técnico. Segundo proprietários de chácaras na região, o descarte de esgoto no córrego está causando a morte de peixes.

A equipe de fiscalização conferiu que o licenciamento da ETE Lages está vencido, ou seja, irregular. "Verificamos aqui o lançamento de esgoto não tratado no leito do córrego, sendo uma ação criminosa contra o meio ambiente. Recolhemos amostras d'água para análise em laboratório e depois do laudo técnico iremos dar sequência nas ações que compete ao município executar", afirma o secretário de Meio Ambiente de Aparecida, Cláudio Everson.

O secretário afirma que o município vai aplicar penalidades pelo dano ambiental. "Iremos aplicar as penalidades administrativas, observando a gravidade das infrações cometidas contra o meio ambiente. E vamos encaminhar os laudos ao Ministério Público Estadual e a Delegacia de Polícia Civil para que seja aplicada a parte penal", explicou o secretário municipal de Meio Ambiente, Cláudio Everson.

Denúncias

Em caso de crimes ambientais, a população pode acionar as equipes de fiscalização. Basta registrar denúncias na Central de Atendimento da Semma, que funciona 24h, pelos telefones 3238-7216/7217 ou enviar mensagem de texto para o WhatsApp 62984591661.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao