15 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

07 de Julho de 2022, 06h:27 - A | A

GERAL / EFEITO DENÚNCIA

Prefeitura começa distribuir cestas básicas após deixar alimento perder data de validade

Gestão Rogério Cruz deixou açúcar vencer mesmo sendo avisada por duas vezes sobre o caso.

RAFAEL DE SOUSA
REDAÇÃO G5



Após denúncia de que cerca de 21 mil cestas básicas continham item que perdeu a validade devido à demora em realizar a entrega a famílias carentes, a gestão Rogério Cruz (Republicanos) iniciou nesta quinta-feira (07) a distribuição em regiões carentes de Goiânia.

Devido à falta de cuidado e de responsabilidade da prefeitura, pelo menos 41 mil quilos de açúcar foram perdidos e precisaram ser substituídos. Mesmo assim, a Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social do município deve demorar até 90 dias para receber os alimentos.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Na quarta-feira (06), quando a denúncia veio à tona, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) afirmou ter alertado a secretaria de Desenvolvimento Humano e Social, mas sem sucesso, sobre a validade do alimento por duas vezes, mas nada foi feito.  

A desculpa do secretário de Desenvolvimento Humano e Social da prefeitura, Nélio Fortunato, é de que o contrato entre a Pasta e a empresa, responsável por comercializar as cestas básicas, foi assinado pelo antigo gestor ao qual substituiu há um mês.

No total, o contrato prevê a entrega de 25 mil cestas básicas no valor de R$ 84,57 cada, que somam R$ 2,2 milhões.O antigo secretário pagou R$ 700 mil para a empresa, mas a ordem foi cancelada por ele.     

Leia mais AQUI

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao