25 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

27 de Julho de 2021, 09h:54 - A | A

GERAL / PEIXE PROVOCA DOENÇA

Jovem vítima da "urina preta" deixa hospital em Goiânia depois de 30 dias na UTI

Kelly Silva, de 27 anos, deve continuar tratamento com equipe multidisciplinar de nefrologia, psicologia e fisioterapia

DA REDAÇÃO




Internada por mais de 30 dias em estado grave, Kelly Silva, de 27 anos, recebeu alta do Hospital Jardim América, em Goiânia, nesta segunda-feira (26). Ela havia sido diagnosticada com a doença da "urina preta" - ou Síndrome de Haff - após ingerir carne de peixe em um restaurante japonês, no dia 24 de junho, em Goianésia. Ao ser hospitalizada, a jovem foi direto à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e precisou passar por sessões de hemodiálise, já que os rins não funcionavam direito. 

Em nota, o diretor médico do hospital, Patrick Ponciano Lima de Almeida, informou que o caso dela era muito grave e que os primeiros dias de tratamento não teve evolução satisfatória. Por conta disso, Kelly precisou ser intubada. Mas, segundo o profissional, ela apresentou melhora clínica após a extubação e, assim, foi possível dar a alta médica hospitalar.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Patrick explica ainda que, mesmo após a alta médica, a jovem continua o tratamento com a equipe de nefrologia, psicologia e fisioterapia. 

Ao Metrópoles, a mãe Maria da Conceição, de 47 anos, contou que a filha está traumatizada e que chegou a chorar achando que ia morrer. Agora, a felicidade é poder levar a filha para casa, em Goianésia, onde a família aguarda ansiosa pela chegada de Kelly. 

 

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao