27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

04 de Outubro de 2021, 10h:20 - A | A

GERAL / ALTA TRANSMISSÃO

Hospital do Centro-Oeste fecha UTIs após identificar superbactérias

Foram identificados sete casos de bactérias resistentes; o serviço de controle de infecção do Hugo indicou uma quarentena de sete dias na ala infectada

DA REDAÇÃO




Após identificar superbactérias em sete pacientes internados, uma ala de unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) foi interditada. Dos pacientes infectados, nenhum óbito foi registrado até esta segunda-feira, 04.

Segundo o memorando interno emitido pelo HUGO, na última segunda-feira, 27 de setembro, a medida foi tomada depois que os médicos encontraram uma espécie de bactéria super-resistente, de alto risco de mortalidade e transmissibilidade, em sete pacientes internados na mesma ala da UTI.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Conforme o memorando, o serviço de controle de infecção do Hugo indicou que o local deve ficar em quarentena por sete dias, apesar das bactérias poderem ficar até seis meses sobre a superfície.

Além da interdição da ala, foi recomendado ainda medidas sanitárias como higienização e exames em pacientes não infectados, para prevenir a proliferação das bactérias.  

Por meio de nota, a direção do Hugo informou que desinfecção foi realizada na última sexta-feira, 1º, mas que a ala continua interditada até os infectologistas avaliarem a reabertura da UTI.

A nota diz ainda que os pacientes que foram infectados pela bactéria se encontram estáveis e alguns até receberam alta.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao