19 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

10 de Junho de 2022, 07h:49 - A | A

GERAL / RELAÇÕES PERIGOSAS

Grávida não aceita fim do relacionamento e queima rosto do ex com soda cáustica

Fotos mostram o rosto de Rafael Rosa de Oliveira enfaixado após queimaduras. Fato aconteceu após ele terminar o relacionamento com a acusada no último sábado, em Aparecida de Goiânia.

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5



Rafael Rosa de Oliveira, 22 anos, teve o rosto completamente queimado por soda cáustica e acusa a ex-namorada, 35, que estaria grávida, de ter o perseguido e jogado o produto químico no momento em que ele estava na casa de um amigo, em Aparecida de Goiânia (região metropolitana da Capital), no último sábado (04), horas depois de ter terminado a relação.

Fotos mostram o rosto de Rafael Rosa de Oliveira, de 22 anos, enfaixado após queimaduras. No entanto, a mulher acusa Rafael por agressão e ainda conseguiu medida protetiva contra o ex.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

De acordo com Rafael, no sábado ele saiu de casa, após o término do relacionamento, e seguiu para a casa de um amigo. Horas depois, a mulher chegou na residência, invadiu e chamou Rafael para conversar.

Durante a conversa, ainda segundo depoimento, pelo fato de ela não aceitar o fim do relacionamento, jogou a soda no rosto dele e fez ameaças.

"Ela tacou no meu rosto todo. Para mim, meu rosto estava pegando fogo. Saí feito doido gritando por ajuda", relembra Rafael.

Após a data do ocorrido, parentes de Rafael tomaram conhecimento do caso e denunciaram à polícia. As autoridades conseguiram identificá-la e durante depoimento ela relatou que teve um relacionamento conturbado com Rafael e que sofria agressões.

Acrescentou que está grávida do jovem e que, desde que engravidou, "ele começou a lhe ofender". A mulher ainda relatou episódio de agressão que sofreu em casa.

"Ele lhe agrediu fisicamente apertando seu braço com força, a ponto de gerar hematomas nos seus braços e, por diversas vezes, ele também dizia que ia lhe matar", diz o depoimento da mulher.

Ela foi beneficiada por medida protetiva em desfavor de Rafael expedida pela juíza Patrícia Dias Bretas na segunda-feira (06), o que impede que Rafael se aproxime a uma distância inferior a 300 metros.

Rafael foi encaminhado à Delegacia da Mulher e prestou depoimento na quarta-feira (9).

Caso segue em investigação.

Recuperação de queimaduras

Rafael contou que após ter a substância jogada em seu rosto, foi socorrido por um vizinho e levado ao Hospital de Olhos de Aparecida (HOA) e depois encaminhado ao Hospital de Queimaduras de Goiânia.

"Fiz uma raspagem, estou todo machucado. Vou fazer um tratamento para os meus olhos, porque um a visão voltou e o outro ainda estou vendo embaçado", relembra o jovem.
Ele ainda afirmou estar com medo e em choque após o ocorrido, de modo a estar recebendo apoio constante de familiares.

 

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao