30 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

30 de Setembro de 2021, 09h:42 - A | A

GERAL / RETOMADA DA ECONOMIA

Goiás bate recorde na geração de empregos em agosto

Estado atinge marca de mais de 100 mil novos postos de trabalho nos primeiros oitos meses do ano, lidera na Região Centro-Oeste e promove retomada da economia

DA REDAÇÃO




O saldo de empregos formais de agosto de 2021, em comparação com igual período do ano passado, cresceu 68,5% em Goiás. Os números foram divulgados nesta quarta-feira (29) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão ligado ao Ministério da Economia. O levantamento mostra que foram 11.667 empregos com carteiras de trabalho assinadas contra 6.914 no saldo de agosto do ano passado.

No acumulado de janeiro a agosto de 2021, Goiás registrou saldo de 100.978 novos empregos, resultado de 469.706 admissões diante de 368.728 desligamentos. “O objetivo é atender à demanda da população com um governo que rompe as desigualdades regionais ao criar alternativas de emprego”, reforçou o governador Ronaldo Caiado.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

O dado mantém Goiás na liderança absoluta de vagas formais na região Centro-Oeste, com 51% à frente do segundo colocado, Mato Grosso, que acumula 66.817 empregos com carteira assinada, no mesmo período. Em seguida, aparecem Distrito Federal (41.143) e Mato Grosso do Sul (30.032). “Sempre digo que o emprego é o programa social mais importante que um governo pode deixar para seu povo”, ressaltou Caiado.

A estratégia pioneira em Goiás foi a criação de uma secretaria específica para recuperação da economia, a Secretaria da Retomada, além de outras ações que resultaram em novos empregos. Em relação ao acumulado do ano, de janeiro a agosto de 2021, Goiás ocupa a sétima posição. As mais de 100 mil vagas ficam atrás apenas de São Paulo (704,2 mil) Minas Gerais (261,6), Santa Catarina (158,9), Paraná (153,7), Rio Grande do Sul (118,8) e Rio de Janeiro (101,0), das regiões Sul e Sudeste do País.

Titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC), José Vitti também comemorou os bons resultados e disse que o crescimento do saldo de novas vagas de empregos é reflexo da gestão voltada para o desenvolvimento de Goiás.

“Recuperar a economia depois de um tempo de dificuldades não é uma tarefa fácil” afirmou Vitti. “Mas a gestão em conjunto com todos os setores produtivos, em destaque serviços, indústria e comércio, é determinante para essa retomada. Esse é o modo Ronaldo Caiado de trabalhar”, avaliou. “É por isso que estamos conseguindo resultados tão expressivos”, destacou.

Ainda de acordo com o Caged, o setor de serviços em Goiás foi o que gerou maior número de empregos no mês de agosto, com saldo de 4.602 vagas. Comércio teve saldo de 2.833; indústria 2.822; construção 1.557; e agropecuária -147.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao