15 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

13 de Julho de 2022, 15h:00 - A | A

GERAL / ALERTA À SAUDE

Goiânia confirma os primeiros casos de "varíola dos macacos"; Já são quatro infectados na região metropolitana

Os pacientes na Capital são dois homens, 26 e 41 anos. Um deles tem histórico de viagem a São Paulo, onde há circulação comunitária do vírus.

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5



A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia confirmou, nesta quarta-feira (13), dois casos de Monkeypox, doença mais conhecida como varíola dos macacos, em moradores da Capital.

Os pacientes são dois homens, 26 e 41 anos. Um deles tem histórico de viagem a São Paulo, onde há circulação comunitária do vírus.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

O material para exames foi coletado nos dois pacientes por técnicos da Vigilância em Saúde da SMS no dia 05/07/2022, quando foi encaminhado para o Laboratório Estadual de Saúde Pública (Lacen-GO), com resultado positivo nesta quarta.

Os dois já tinham recebido atendimento em um hospital particular, foram orientados a manter isolamento domiciliar, e passaram a ser monitorados diariamente pela pasta.

Leia mais

Goiás confirma primeiros casos de varíola dos macacos

Outros casos

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) confirmou, no último sábado (9), os primeiros casos de varíola dos macacos no estado. Os pacientes são dois homens, 33 e 34 anos, moradores de Aparecida (região metropolitana da Capital).

"Ambos estão em isolamento domiciliar, com boa evolução do quadro clínico e em monitoramento diário pela Vigilância em Saúde", explicou a SES em nota.

Ainda de acordo com a secretaria, os pacientes "receberam atendimento médico e orientações quanto à necessidade de manter isolamento, uma vez que a transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados".

A Pasta também alertou que, apesar de a doença ter "sido identificada pela primeira vez em macacos, o surto atual não tem relação com esses animais".

Agora já são quatro casos da doença confirmados em Goiás, mais especificamente na região metropolitana.

Casos descartados
-Até o momento, a SMS já descartou três casos suspeitos de Monkeypox, dentre eles uma mulher que apresentou sinais e sintomas da doença, e estava sendo monitorada. Ficou constatado que ela contraiu Parvovírus durante viagem a uma fazenda. Outras duas pessoas que vivem na mesma casa não desenvolveram a doença.

-No momento, há outros três casos suspeitos em investigação.

Termo
-A Saúde de Goiânia orienta o uso do termo Monkeypox no lugar de varíola dos macacos. O objetivo é evitar que haja estigma e ações contra os animais, pois, embora tenha sido inicialmente detectado neste grupo de primatas, o surto atual não tem relação com eles.

Formas de transmissão

-A transmissão ocorre por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados. Por enquanto, ainda não se pode falar em transmissão comunitária no Município de Goiânia.

A doença
-O vírus Monkeypox pertence ao gênero Orthopoxvirus, o mesmo vírus da “Varíola humana”, erradicada no Brasil desde a década de 1980. Entretanto, a varíola dos macacos tem taxa de transmissão menor, e severidade mais branda.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao