15 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

GOIÂNIA

17 de Junho de 2022, 08h:05 - A | A

GERAL / ESTRATÉGIA FURADA

Funcionário de banco simula sequestro para esconder desvio de R$ 200 mil

Homem relatou à polícia que novo gerente assumiria a agência e faria a contagem dos valores no cofre, por isso inventou ter sido vítima de extorsão

MARCIO ROCHA
F5 NEWS



A investigação de um suposto sequestro tendo como vítima um funcionário do Banco do Estado de Sergipe (Banese) revelou que não houve crime contra ele - ao contrário, o funcionário passou de acusador a acusado.

Segundo informações da Polícia Civil, o roubo de R$ 200 mil da agência do Banese de Porto da Folha, a 180km de Aracaju, foi uma farsa montada pelo funcionário, que não teve o nome divulgado, para mascarar algumas irregularidades praticadas por ele, que afirmou ter sido sequestrado para poder justificar o desvio do dinheiro.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

A investigação do delegado Flávio Albuquerque descobriu que não houve nenhum sequestro e nenhum assalto. O bancário foi preso por peculato, que é o crime praticado por funcionário público com ganho financeiro.

O bancário que fraudou o Banese está preso na sede do Comando de Operações Especiais e será apresentado à imprensa na manhã desta quarta-feira.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao