25 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

12 de Agosto de 2021, 13h:29 - A | A

GERAL / DENUNCIADO PELO MP

Ex-secretário ameaça vítimas de abuso sexual para proteger ex-prefeito

Crimes teriam acontecido entre 2019 e 2020, durante gestão de Cristóvão Tormin

DA REDAÇÃO




O Ministério Público de Goiás (MP-GO) denunciou o ex-secretário de Aceleração do Crescimento de Luziânia Aldenor Gomes Moreira Júnior por coagir, ameaçar e oferecer dinheiro a vítimas e testemunhas com o objetivo de favorecer o ex-prefeito Cristóvão Vaz Tormin, suspeito em casos de abuso sexual.

Conforme destacado na denúncia, oferecida pela 6ª Promotoria de Justiça de Luziânia, os crimes aconteceram entre outubro de 2019 e março de 2020, durante o mandato de Tormin, quando os abusos a dezenas de mulheres ocorreram. 

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Na denúncia, a 6ª Promotoria listou quatro situações em que as condutas criminosas foram verificadas:

1 - Aldenor aproveitou que o marido de uma das vítimas era dependente químico e ofereceu a ele dinheiro para que convencesse a mulher a se retratar dos fatos criminosos.

2 - O ex-secretário pediu que a irmã de uma outra vítima a procurasse e fizesse uma proposta para ela retirar o que havia dito sobre o ex-prefeito. O denunciado ainda ameaçou a vítima, afirmando que divulgaria mensagens simulando um relacionamento entre o prefeito e ela e a processaria por injúria e difamação.

3 – Após o abuso cometido contra uma terceira vítima ter chegado ao conhecimento público, Aldenor a ameaçou, ao encontrá-la na cidade, dizendo que ela deveria ter cuidado ao atravessar a rua.

4 – Uma outra vítima recebeu um telefonema da ex-diretora de Recursos Humanos, convidando-a para uma reunião. Na casa da ex-diretora, ela foi surpreendida pelo denunciado e o ex-prefeito. Os dois queriam saber detalhes sobre o depoimento prestado na Procuradoria de Justiça Especializada em Crimes Praticados por Prefeitos em Goiânia, onde tramitava, à época, a investigação contra Tormin.

Denúncia aponta três crimes cometidos pelo denunciado

A Promotoria de Justiça denunciou Aldenor pelos delitos previstos nos artigos 147 (ameaça), 343 (oferta de dinheiro para obter falso testemunho) e 344 (coação no curso do processo), todos do Código Penal.
Já Cristovão Tormin foi denunciado pelos crimes sexuais e também responde a ações por improbidade administrativa em relação a estes fatos. (Texto: Cristiani Honório/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao