27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

22 de Junho de 2022, 07h:23 - A | A

GERAL / RODOVIÁRIA DA CAPITAL

Empresas de ônibus são alvos de "operação" por falsificação de documentos fiscais e sonegação

Foi constatado que empresas de outros estados estavam emitindo o documento como se a origem da operação fosse de lá, fazendo com que o recolhimento do tributo não ocorresse em Goiás

REDAÇÃO G5




Com o objetivo de combater a sonegação fiscal e a concorrência desleal, a Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), e a Secretaria da Economia deflagraram nesta terça-feira (21) a "Operação Rodoviária", que teve como alvo empresas de vendas de passagens em guichês localizados no Terminal Rodoviário de Goiânia. Foram apreendidos documentos e equipamentos de cartões de crédito.

A investigação teve início a partir de um levantamento realizado pela Delegacia Regional de Fiscalização (DRF) de Goiânia, na qual foram constatadas possíveis irregularidades. A operação contou com 20 policiais civis e 23 auditores fiscais da Secretaria da Economia. Foram apreendidos documentos e dados dos sistemas de informática que propiciarão auditoria completa para estabelecer o montante de tributos devidos. Foram apreendidos também equipamentos de cartões de crédito no intuito de levantar os valores sonegados aos cofres públicos estaduais.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Leia mais

Polícia faz devassa na região da Vila Canaã e prende 11 por compra e revenda peças roubadas

Além da suspeita do uso de documentos não fiscais – uma espécie de controle de emissão de passagens em paralelo para não emitir o bilhete fiscal -, foi constatado que empresas de outros estados estavam emitindo o documento como se a origem da operação fosse de lá, fazendo com que o recolhimento do tributo não ocorresse em Goiás, onde de fato deveria ser. 

Onde o fisco constatou irregularidades na emissão do Bilhete de Passagem Eletrônica (BP-e), os policiais civis da DOT conduziram os representantes das empresas para oitiva em sede de inquérito policial. Ao todo foram nove conduções.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao