27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

18 de Agosto de 2021, 10h:03 - A | A

GERAL / PENA DE 12 ANOS

Criminosos que roubavam máquinas agrícolas são condenados a indenizar vítimas

Organização fizeram roubos em vários municípios goianos; eles ainda tentaram assaltar chácara de delegado de Goianira

DA REDAÇÃO




Seis pessoas foram condenadas por integrarem organização criminosa que roubava máquinas agríciolas, em Goiás. A decisão foi da juíza Placidina Pires, da 1ª Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e de Lavagem de Capitais de Goiânia. A pena ultrapassa 12 anos. Além disso, eles foram condenados também a indenizar o prejuízo das vítimas.

Segundo a magistrada, já em outro processo desmembrado, foram condenados outros sete réus. Além dos crimes mencionados nos autos, como: roubo da Associação de Proteção aos Transportadores do Brasil (Aproteb); roubo de tratores em Acreúna; roubo de pá carregadeira em Aparecida de Goiânia e tentativa de roubo em Silvânia. Placidina Pires observou que as interceptações telefônicas apontaram ainda que a organização criminosa denunciada tentou praticar um roubo na chácara de um delegado de Polícia em Goianira, o qual resultou frustrado.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Ainda de acordo com a juíza, a quebra de Estações Rádio Base (ERB's) dos réus apontou que três deles estavam no local do último roubo e que mantiveram frequentes contatos com os outros participantes. Alguns réus confessaram participação nos roubos, outros negaram ou invocaram o direito ao silêncio.

“Visando identificar e localizar os integrantes da referida organização, foi protocolada representação criminal pela quebra de sigilo e interceptação telefônica de alguns suspeitos, e, ainda, foi solicitada autorização para o afastamento do sigilo telefônica das ERBs – Estações Rádio Base dos locais onde ocorreram os crimes, bem como das pessoas que, no curso da investigação, foram indicadas como suspeitas, tendo o pleito sido deferido judicialmente, possibilitando, assim, a identificação dos denunciados”, frisou a magistrada.

Consta dos autos que haviam dois homens que, na condição de motoristas, eram os responsáveis pelo transporte das máquinas agrícolas roubadas pela associação criminosa, transportando-as do local do roubo para uma empresa ou para outro local indicado por eles.

A materialidade dos delitos noticiados na denúncia, conforme salientou a magistrada, está satisfatoriamente comprovada por meio do boletim de ocorrência, do resultado da quebra de sigilo telefônico e interceptação telefônica deferidas judicialmente, bem como da prova testemunhal colhida no decorrer da instrução processual. Já com relação a outros três suspeitos, a juíza os absolveu por ausência de provas. (Centro de Comunicação Social do TJGO)

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao