27 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

23 de Junho de 2022, 08h:47 - A | A

GERAL / HOMICÍDIO BRUTAL

Comparsa é preso e entrega assassino que estrangulou e ateou fogo em corretor de imóveis

Assassino foi preso nessa quarta-feira (22), em Rio Verde, onde confessou o crime. O comparsa foi preso no dia anterior, em Iporá, e relatou sua participação no crime.

MÁRIO ANDREAZZA
REDAÇÃO G5




Homem que estrangulou e ateou fogo no corpo do corretor de imóveis Wellington Freitas, 67 anos, conhecido como “Eltin”, foi preso nessa quarta-feira (22), confessou o crime após ser entregue pelo comparsa, que contratou por R$ 6 mil para “desaparecer” com a caminhonete da vítima, em Rio Verde (231 km da Capital).

De acordo com a ocorrência, Wellington saiu de casa por volta das 9h em sua caminhonete, porém, ficou desaparecido por 14 horas, não respondia às tentativas de contato da família, que comunicou o fato à Polícia Militar (PM) e pediu que a empresa de seguros rastreasse o veículo.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

Os policiais conseguiram localizar a caminhonete no Bairro Valdeci Pires. Equipes foram para região, mas não encontraram. Algum tempo depois, a localização deu numa estrada vicinal na GO-333, onde a camionete estava abandonada e com parte do banco queimado, mas sem a vítima.

Leia mais

Corretor de imóveis é queimado vivo em fazenda; corpo foi encontrado em chamas

Buscas continuaram e Wellington foi localizado no sentido oposto de onde a caminhonete estava abandonada, sendo perto de sua fazenda, próximo ao córrego do Rio Doce, sentido Jatai, onde o corpo ainda estava em chamas.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Adelson Candeo, o assassino, 'que admitiu ter matado o corretor, foi encontrado pela Polícia Civil em Rio Verde. Ele relatou ter matado dentro da caminhonete da vítima usando uma corda para estrangular, mas negou ter ateado fogo e escondido o corpo.

Já o segundo homem foi preso em Iporá, na terça-feira (21), um dia antes, e por ele os policiais chegaram ao autor do homicídio. O comparsa disse que pegou a caminhonete, levou para a GO-333, tentou atear fogo, mas não conseguiu, então abandonou o veículo na região.

A motivação do crime ainda é investigada. Caso segue em apuração.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao