26 de Junho de 2022
icon facebook

GOIÂNIA

22 de Outubro de 2021, 13h:10 - A | A

GERAL / EM R$ 3 MIL

Colégio que obrigou transferência de aluna com depressão deve indenizar família

Juiz entendeu que motivo não era compatível para a solicitação, já que o transtorno é uma condição que foge ao controle da menina; colégio culpou o pai por não procurar ajuda para a filha

DA REDAÇÃO




Um colégio de Aparecida de Goiânia foi condenado a indenizar por danos morais o pai de uma estudante que foi obrigada a ser transferida da escola por conta de transtornos psiquiátricos. O caso aconteceu no final de 2018.

O valor fixado na sentença do juiz Eduardo Walmory Sanches foi de R$ 3 mil. Ainda cabe recurso. 

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

O magistrado entendeu que o diagnóstico de depressão, que a aluna recebeu em 2016, não deveria ser motivo para punição, já que se trata de uma condição biológica que foge a seu controle.

Durante o processo, o pai alegou que a filha se sentia discriminada, pois não solicitou a transferência. Além disso, a estudante apresentava boas notas.

Segundo o homem, ele já teria, inclusive, pago a matrícula do ano de 2019 em agosto de 2018. No entanto, no dia 10 de dezembro de 2018, foi surpreendido com uma declaração de transferência escolar.

A unidade escolar, no entanto, defendeu que a houve um erro de conduta, já que, depois do diagnóstico, o pai foi orientado a procurar um profissional, mas não o fez.

Argumentou ainda que em 2018 a aluna apresentou um quadro depressivo mais acentuado e, por isso, teve diversas faltas.

Depois disso, ainda de acordo com o colégio, o caso foi novamente notificado ao pai para que ele se comprometesse a buscar ajuda. Ele, no entanto, teria se recusado a assinar o termo de comprometimento com a escola e solicitou a transferência. 

Mas, no decorrer do processo, não foi possível provar que o próprio pai teria feito o pedido de transferência. Por isso, o magistrado entendeu que a conduta acabou "desenvolvendo um sentimento de rejeição e anormalidade, interferindo em sua capacidade de aprendizagem".

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao