19 de Agosto de 2022
icon instagram icon facebook icon twitter icon youtube

10 de Junho de 2022, 08h:59 - A | A

DIRETO AO PONTO / MENOS DE 24 HORAS

CPI da Saúde “derruba” três integrantes do Governo Caiado

REDAÇÃO G5



A instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar os trabalhos de “regulação” da Saúde de Goiás, nominada de “CPI da Saúde”, instaurada nessa quarta-feira (08), pela Assembleia Legislativa (Alego), com relatoria do deputado estadual Humberto Teófilo (Patriota), que prometeu “incomodar” o Executivo, já fez “cabeças rolarem” no Governo.

A promessa de “incomodar” parece ter tido efeito em menos de 24 horas de CPI, já que dois servidores foram exonerados e outros dois trocados de função dentro da Secretaria de Saúde.

>>> Clique aqui e receba notícias de Goiás na palma da sua mão

>>> Acesse este link e siga a notícia em tempo real no Instagram

servidores da Saúde de Goiás foram exonerados após a instauração do “inquérito” e convocações para depoimento à comissão, previstas para iniciarem na próxima terça-feira (14).

O primeiro corte, que chamou muita repercussão nessa quinta-feira, foi da superintendente do Centro Regulador em Saúde, Neusilma Rodrigues, convocada para prestar depoimento à CPI na próxima terça-feira (14). Em seu lugar foi nomeado Lucas Nogueira Taveira.

O segundo corte foi da Superintendente de Políticas sobre Drogas e Condições Sociais Vulneráveis, Candice Rezende Castro E Macedo. Aí começa a “dança das cadeiras”, já que no cargo foi nomeado Milena Sales Costa Bemfica, que até então ocupava cargo de Gerente de Atenção Secundária.

No lugar de Milena foi nomeado Fabrício Pereira Montes, que até então era o Diretor Técnico de Unidade de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde.

Leia mais

Caiado sente pressão e demite superintendente do Centro Regulador convocada pela CPI da Saúde

Delegado Humberto é eleito relator da CPI da Saúde e promete incomodar Caiado

Base de Caiado na Alego monta força-tarefa para enterrar CPI da Saúde

Além dela, foram exonerados Gerente de Atenção Secundária e o Diretor Técnico de Unidade de Saúde. Nos bastidores, o que se fala é que mais servidores envolvidos na Regulação da saúde de Goiás podem “cair” nos próximos dias.

São esperados para prestar depoimento à CPI a partir da próxima terça a Gerente de Regulação de Urgência e Emergências, Ednalva Rodrigues Batista Gonçalves, a Gerente de Regulação de Internações, Juliana Rodrigues Marcílio, a Gerente de Regulação de Cirurgias Eletivas, Carita Cristina Margarida Figueiredo de Castro, Gerente da Central Estadual de Medicação de Alto Custo, Juarez Barbosa Roney Pereira Pinto.

Comente esta notícia


GRUPO ANDRÉ MICHELLS

Av. T-4, Ed. Buena Vista Office Design - 16° andar - 1613 Goiânia - GO

(62) 3988-7592

reportermt
g5
conexao